Atividade física e exercício físico: entenda a diferença entre os dois

As duas práticas não são exatamente a mesma coisa, ambas têm sua importância e trazem benefícios para a saúde física e mental

26 de abril de 2023 - às 13h59 (atualizado em 12/5/2023, às 20h45)

pessoas sobrem escada em escritório
Crédito:

Envato

Escrito por

Margarida Chiarastelli

Redatora

Embora sejam confundidas por algumas pessoas, as duas práticas não são exatamente a mesma coisa, ambas têm sua importância e trazem benefícios para a saúde física e mental das pessoas.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) garante que a prática de atividades físicas favorece a prevenção e o tratamento de doenças crônicas não transmissíveis, como doenças cardíacas, diabetes, câncer e depressão. Dessa forma, a OMS recomenda que se pratique regularmente 150 minutos de atividade física por semana e mesmo isso sendo amplamente divulgado e defendido por tantos profissionais,ela estima que cerca de 23% dos adultos do mundo não sigam essas recomendações.

Esses números podem variar de um país para outro e prova disso é que, de acordo com o que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) publicou em 2019, praticamente metade dos adultos do Brasil não colocam a recomendação em prática.

Pode-se dizer que a importância de se exercitar é de conhecimento de todo o mundo e para isso deve-se praticar atividade física e exercício físico. Mas o que é cada um deles? Qual a diferença entre os dois? Thiago Viana, médico ortopedista, cirurgião especialista em ombros e cotovelos, e pós-graduado em medicina esportiva aponta o fato de que os dois termos (atividade física e exercício físico) são frequentemente utilizados como se fossem a mesma coisa, mas que na verdade eles se referem a conceitos distintos.

 

Atividade física

É qualquer movimento corporal que resulte em gasto de energia, incluindo atividades do dia a dia como caminhar, subir escadas, lavar roupa, carregar compras e outras ações corriqueiras. São afazeres que podem ser realizados de forma programada ou não e que não têm um objetivo específico relacionado à saúde ou ao condicionamento físico.

 

Exercício físico

É uma atividade física planejada, estruturada e repetitiva, com o objetivo de melhorar ou manter a saúde e o condicionamento físico. O exercício físico geralmente envolve o uso de equipamentos ou a prática de atividades específicas, como corrida, musculação, natação, dança, entre outras. O exercício físico costuma ser realizado em uma intensidade e duração suficientes para desafiar e melhorar a capacidade física do indivíduo.

 

Importância da atividade física e exercício físico

Segundo Viana, ambos são indicados para todas as pessoas, independente de idade, sexo ou condição física. Ele lembra da recomendação da OMS de que adultos pratiquem 150 minutos de atividade física moderada ou 75 de atividade vigorosa por semana, além de fortalecimento muscular duas vezes por semana. No entanto, ele ressalta que antes de iniciar qualquer programa de exercícios, é importante que as pessoas consultem um médico para avaliar sua condição física e receber orientações adequadas.

O ortopedista e médico esportivo explica que ambos têm uma importância significativa na vida do indivíduo, pois estão associados a vários benefícios tanto para a saúde física quanto para a saúde mental. “Em geral, a atividade física é essencial para manter um estilo de vida saudável e equilibrado e deve fazer parte da rotina diária de todas as pessoas”, afirma o médico.

 

Principais benefícios para a saúde física

O exercício ajuda a manter o peso corporal adequado, reduz o risco de doenças como diabetes, câncer, osteoporose, doenças cardíacas e outras doenças crônicas, Além disso, o exercício aumenta a força muscular, melhora a flexibilidade, a coordenação e a postura, reduz a dor muscular e aumenta a capacidade aeróbica da pessoa.

O ortopedista aponta os principais benefícios da atividade e exercício físicos e ressalta que esses são apenas alguns entre muitos. “É importante lembrar que qualquer atividade física é melhor do que nenhuma e que os benefícios podem ser obtidos com exercícios de intensidade moderada, como caminhar, correr, nadar ou pedalar”.

  • Melhora da saúde cardiovascular

O exercício ajuda a reduzir o risco de doenças cardíacas, aumentando a capacidade do coração de bombear sangue e reduzindo a pressão arterial.

  • Controle de peso

O exercício ajuda no controle do peso corporal, aumentando a queima de calorias e ajudando a manter a massa muscular.

  • Melhora da saúde óssea

O exercício de peso suportado ajuda a aumentar a densidade óssea, reduzindo o risco de osteoporose.

  • Redução do risco de câncer

O exercício regular contribui para a redução do risco de vários tipos de câncer, incluindo câncer de cólon, mama e próstata.

  • Redução do risco de diabetes

O exercício ajuda a controlar os níveis de açúcar no sangue e reduzir o risco de desenvolver diabetes tipo 2.

  • Aumento da força e resistência muscular

O exercício resistido (com pesos) aumenta a força e a resistência muscular, melhorando a capacidade de realizar atividades diárias.

  • Aumento da longevidade

O exercício regular contribui para o prolongamento da vida e para reduzir o risco de morte precoce.

 

Principais benefícios para a saúde mental

O exercício físico pode ter uma grande influência no nosso estado mental e emocional. Ele é benéfico para reduzir o estresse e a ansiedade, melhorar o humor e aumentar a autoestima, além de também poder melhorar a função cognitiva, a memória e o sono. A prática de exercícios também pode ajudar no aspecto social, ao possibilitar que pessoas se juntem a grupos ou equipes de esportes, podendo aumentar a confiança e a capacidade de liderança.

  • Redução do estresse e ansiedade

O exercício físico ajuda a reduzir os níveis de estresse e ansiedade no corpo. Quando você se exercita, seu corpo libera endorfinas, que são substâncias químicas que ajudam a aliviar a dor e aumentar a sensação de prazer.

  • Melhoria do humor

O exercício físico também ajuda a melhorar o seu humor. Isso ocorre porque ele contribui para a liberação de neurotransmissores, como a dopamina e a serotonina, que são associados ao bem-estar e à felicidade.

  • Aumento da autoestima

O exercício físico pode fazer com que a autoestima aumente, pois ajuda a melhorar a aparência física e aumenta a sensação de controle sobre a própria vida.

  • Aumento da cognição

O exercício físico também contribui para a melhora da função cognitiva, incluindo a memória, a atenção e a capacidade de resolução de problemas.

  • Redução dos sintomas de depressão

O exercício físico ajuda a reduzir os sintomas de depressão, pois contribui para o aumento da produção dos mesmos neurotransmissores associados ao humor e ao bem-estar.

  • Melhora da qualidade do sono

O exercício físico também melhora a qualidade do sono, pois pelo fato de ajudar a reduzir o estresse e a ansiedade, ele aumenta o relaxamento.

“O exercício físico pode ser uma poderosa ferramenta para melhorar a saúde mental e emocional. Por isso, é importante fazer da atividade física uma parte regular da sua rotina para colher todos esses benefícios”, aconselha Viana.

 

Consulte sempre um profissional sério! Aqui no Let’s Move! é possível encontrar um profissional perto de você ou on-line. Utilize a nossa busca!